Opinião

Adolescentes infratores não podem se considerar impunes

| Edição de

A questão dos menores infratores suscita debates e polêmicas. A cada novo crime praticado por adolescentes o tema da redução da maioridade penal volta à tona. É o reflexo imediato à impunidade. No entanto, essa discussão, talvez, não teria tanta força se as medidas socioeducativas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) fossem cumpridas.
Na Comarca de Apucarana, apenas 13% dos menores que cometeram atos infracionais graves nos últimos dois anos foram internados em Centros de Socioeducação (Cense). Nesse período, foram solicitados 186 internamentos à Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (Seju), mas apenas 25 vagas foram concedidas para a Comarca, que atende também Cambira e Novo Itacolomi.