Cidades

Apreensões de droga disparam no semestre

| Edição de


Operações diferenciadas, atuações do setor de inteligência e grandes apreensões fizeram disparar a quantidade de drogas apreendida na região no primeiro semestre de 2019 na região. Números divulgados pela pela Polícia Militar de Apucarana, Arapongas e Ivaiporã revelam que nas 3 maiores cidades da região, a apreensão de drogas cresceu mais de 50 vezes. A droga mais apreendida pela polícia foi a maconha. 
Nos três municípios foi 1,6 tonelada de maconha apreendida no primeiro semestre deste ano contra 71,9 kg no mesmo período do ano passado. As apreensões de cocaína também foram mais de 50 vezes maiores. No primeiro semestre deste ano, 163,4 kg contra 3,2 kg no ano passado. Em relação ao crack, as apreensões foram mais de 21 vezes maiores. Foram 4,4 kg no ano passado contra 117 kg neste ano.  
Em Ivaiporã, o aumento nas apreensões impressionam: de 8 quilos de drogas apreendidos nos primeiros 6 meses de 2018 foram para 1,5 mil quilos no mesmo período de 2019. Os números representam um aumento de 200 vezes mais apreensões aproximadamente. 
Os números aumentaram principalmente por conta de uma apreensão recorde realizada pela PM de Ivaiporã em maio , onde uma caminhonete com 1,5 mil quilos de maconha foi localizada em São João do Ivaí. Para o subcomandante da 6ª Companhia da Polícia Militar (CIPM), tenente Vinícius Castro, o aumento expressivo só aconteceu porque a população age junto com a polícia, denunciando e indicando situações suspeitas. “A participação da comunidade em apoio à polícia gerou essa apreensão recorde e importante”, afirma.
Dos três municípios, Apucarana é o que realizou mais apreensões no período: foram 66 quilos de drogas no primeiro semestre de 2018. Já em 2019, foram 387 quilos apreendidos, um aumento de 486%. No caso da maconha, nos 6 primeiros meses de 2018, a polícia apreendeu 62 quilos da droga. Neste ano, foram apreendidos no mesmo período, 110 quilos, um aumento de 79%. 
Uma grande apreensão de crack e cocaína feita pela PRF e Canil da PM, que retirou de circulação 159,5 kg de cocaína e 108 kg de crack  também elevou o índice. 
De acordo com sargento Cláudio Gonçalves da Silva, da comunicação social do 10º Batalhão de Polícia Militar de Apucarana, o aumento nas apreensões são resultado de estratégias que vêm sendo implementadas pelo comando desde o ano passado. “O comando do 10º BPM tem investido em ações para coibir o tráfico, principalmente através da equipe do canil que tem se especializado, atuando efetivamente nas apreensões com os cachorros que ajudam as equipes na localização das drogas. Além disso, ações operacionais como cumprimento de mandados de prisão e verificação de denúncias feitas através dos telefones da PM colaboram para o êxito do nosso trabalho”, afirma.