Política

Apucarana negocia R$ 3 mi junto a Sedu para Mercado Municipal

| Edição de

Arevitalização do Mercado Municipal de Apucarana poderá ser viabilizada com recursos da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano (SEDU). O assunto foi discutido nesta quinta-feira (19) pelo prefeito Junior da Femac, com o secretário João Carlos Ortega. No encontro, em Curitiba, o prefeito reeleito de Apucarana esteve acompanhado do seu vice-prefeito eleito Paulo Sérgio Vital, e do secretário de estado da saúde, Beto Preto que, na sua gestão, também trabalhou no projeto do mercado municipal. 
“Já temos o projeto pronto para modernização geral deste importante espaço, que existe em Apucarana há 57 anos. Estamos pleiteando a liberação de R$ 3 milhões à Secretaria de Desenvolvimento Urbano”, informou Junior da Femac. Ele lembrou que a construtora que fez o Mercado Municipal de Apucarana é a mesma que executou a obra do Mercado Municipal de Curitiba. “Aliás, os dois prédios têm o mesmo estilo arquitetônico, que deve ser preservado na revitalização”, citou.
Na audiência, o secretário João Carlos Ortega disse que conhece o estilo de gestão do prefeito Junior da Femac, que valoriza o planejamento, apresenta bons projetos e atua com firmeza na execução. “Vamos estudar com carinho a demanda de Apucarana e, como sempre temos feitos boas parcerias com Apucarana, esperamos contribuir para consolidar a revitalização do Mercado Municipal”, comentou Ortega. 
Conforme anunciou o prefeito, tão logo sejam concluídas as obras no novo “Espaço das Feiras”, na Rua Talita Bresolin, a Prefeitura de Apucarana deve licitar e, em seguida, iniciar as obras de modernização do Mercado Municipal de Apucarana. “Primeiro vamos trabalhar toda a parte interna, para garantir mais conforto e segurança a todos os feirantes e a clientela em geral. Também vamos eliminar todo tipo de degrau e instalar equipamentos de acessibilidade”, revela Junior, assinalando que o projeto foi elaborado pelo Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento de Apucarana (Idepplan).
A modernização prevê a regularização do piso existente, novas fachadas, mezanino com área gastronômica, nova modulação das lojas fixas, mais vagas de estacionamento, entre outros. “O projeto está sendo desenvolvido pensando em segurança, acessibilidade, mobilidade, fácil manutenção, vigilância sanitária e integração com o Terminal Urbano”, destaca Junior da Femac, acrescentando que o Município também irá dar suporte financeiro para viabilizar a modernização das instalações.