Cidades

Apucarana retoma fôlego na abertura de novos postos de trabalho formais

| Edição de


Entre agosto e setembro, Apucarana abriu 306 novos postos de trabalho, registrando um salto no número de contratações. O saldo positivo é apontado pelos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. 
O prefeito de Apucarana Junior da Femac destaca a retomada do crescimento na abertura de postos de trabalho, após o período difícil vivido na metade do ano, especialmente por dificuldades encontradas pelo setor de confecções. “Em todo o ano, de janeiro a setembro, comparando-se as admissões e os desligamentos, o saldo positivo de Apucarana é de 142. Já fazendo um recorte nos últimos dois meses, o saldo positivo é de 306, o que demonstra uma forte retomada e nos apresenta um quadro ainda mais otimista”, ressalta Junior da Femac.
O setor que mais contribuiu para a retomada do crescimento nestes últimos dois meses foi a indústria de transformação, com 142 novos postos de trabalho, seguida pela construção civil com 87 e o setor de comércio e serviços com 64.
O prefeito de Apucarana acredita que os números deverão crescer ainda mais até o final do ano e para o início de 2020. “Somente no setor do comércio duas novas lojas estão se instalando em Apucarana, abrindo 50 novos postos de trabalho. A inauguração de uma delas está agendada para esta semana”, frisa Junior da Femac, destacando que com os atrativos de Natal, as contratações temporárias no comércio deverão continuar.
“Para o início do ano que vem, mais três empresas iniciarão as atividades, uma no setor do comércio e outras duas no agronegócio. Juntas, elas responderão pela abertura de mais 60 postos de trabalho”, assinala Junior da Femac.
O prefeito avalia que os investimentos feitos pela administração no incentive à geração de empregos vem apresentando resultados. “É uma administração pública que trabalha com planejamento, com economia e com transparência. Temos intensificado o diálogo entre a gestão pública e o setor produtivo. Nossos empresários e empresárias têm batalhado e estamos conseguindo atrair novos investimentos. Só neste ano foram mais de 170 milhões em novas indústrias, agroindústrias e empreendimentos comerciais. E não podemos esquecer da nossa construção civil que hoje é uma das mais fortes do Paraná”, comenta o prefeito Junior da Femac.
O secretário municipal de Indústria, Comércio e Emprego, Edison Estrope, avaliou a evolução dos números nos últimos dois meses. “O saldo positivo de 306 postos de trabalho foi impulsionado pela indústria de transformação, especialmente pelas empresas na área de calçados de segurança que acompanharam a retomada da economia neste segmento. O setor de serviços e comércio também contribuiu, por conta do aquecimento das contratações nesta época natalina, além da construção civil que manteve o desempenho positivo”, pontua Estrope.