Cidades

Arapongas reforça segurança em áreas públicas

| Edição de


Em menos de uma semana, Arapongas registrou 3 casos de invasão a prédios públicos, todos do setor da Educação. Dois casos aconteceram em Centros de Educação Infantil (CMEIs), onde um deles teve diversos objetos furtados, e outro em uma escola municipal. A Secretaria de Segurança do município informou que irá reforçar os patrulhamentos noturnos. 
Na última sexta-feira (03), o CMEI Esther Otero Mello, que fica no Conjunto Águias, foi alvo de vandalismo. Nada foi levado, porém muitos danos foram causados no interior do prédio. Já na última segunda-feira (06), foi a vez do CMEI Julia Chiappinn, localizado na Vila Araponguinha, ser arrombado durante a noite. Uma das portas foi arrombada e todos os objetos dos armários jogados no chão. Os invasores levaram diversos eletrodomésticos, além de alimentos e toda a carne da merenda das crianças que estava no freezer. 
Nesta quarta-feira, a escola municipal Getúlio Vargas, localizada na Rua Faisão, teve o portão de acesso ao setor de lavanderia arrombado. O cadeado estava estourado e a porta que dá acesso a cozinha estava com a fechadura danificada, porém, os ladrões não conseguiram entrar no prédio.  
De acordo com o secretário municipal de Segurança e Trânsito de Arapongas Paulo Sergio Argati, essa época do ano é propícia para a ação dos marginais, mas um reforço no efetivo que realiza o patrulhamento dos prédios públicos já está sendo providenciado. “Chegando a época do recesso, com fechamento dos prédios públicos da área de educação, aumentam esses casos, embora a gente tenha intensificado a presença dos agentes de segurança nesses locais”, explicou o secretário. 
Para conter essa onda de arrombamentos, Argati afirma que foram realocadas equipes da Guarda Municipal para fazer patrulhamento nestes locais, principalmente durante a noite e madrugada, até que o sistema de monitoramento com câmeras e alarmes sejam instalados. 
“Estamos com orçamentos prontos para instalação de câmeras e alarmes ainda no primeiro semestre deste ano, que devem cobrir em 80% os prédios públicos do município. Temos hoje mais de 40 prédios monitorados, onde nunca houve vandalismo ou furto. Acreditamos que com a ampliação da rede de monitoramento, essas práticas devem diminuir ainda mais”.