Cidades

Bebidas adulteradas apreendidas são destruídas

| Edição de


A Polícia Civil de Faxinal encaminhou, na manhã de ontem, para destruição cerca de 1,8 mil litros de bebidas alcoólicas adulteradas, que foram aprendidas em operação no começo deste ano. Uma indústria de bebidas de Jandaia do Sul auxiliou na destruição do produto.
A operação que apreendeu as bebidas foi realizada no dia 28 de janeiro deste ano. Na ocasião, foram localizadas várias garrafas de cachaça e também de uísque, incluindo de marcas famosas, em uma fábrica clandestina de bebidas alcoólicas.
De acordo com o delegado de Faxinal, Ricardo Augusto de Oliveira Mendes, as bebidas adulteradas estavam armazenadas pela Polícia Civil, que aguardava uma decisão judicial para se desfazer delas. “Os rótulos, embalagens e outros itens que compunham as garrafas já haviam sido enviados para a reciclagem e, agora, estamos dando uma destinação ao líquido propriamente dito”, afirma o delegado.
Ele explica que o processo respeita as normas ambientais, sendo realizado na presença de técnicos da Vigilância Sanitária e representante do Poder Judiciário da Comarca de Faxinal. “Galões plásticos são preenchidos até a metade com as bebidas adulteradas e completados com água, para que haja a diluição do produto. Depois, o líquido é filtrado e despejado em uma grande piscina, onde bactérias realizam um processo de fermentação. Em uma segunda piscina, uma nova diluição é feita e só então o líquido resultante pode ser descartado sem risco de danos para o meio ambiente”, explicou o delegado.  (SÍLVIA VILARINHO)