Cidades

Beto Preto diz que meta é vacinar toda população adulta até outubro

| Edição de

Osecretário de Estado da Saúde, Beto Preto, prestou contas das ações de sua pasta referente ao primeiro quadrimestre de 2021, ontem, na Assembleia Legislativa do Paraná. Ele disse aos deputados que a intenção do governo do Estado é vacinar a toda a população paranaense com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 até o final do mês de outubro. “Agora, mais do que nunca, temos que baixar a idade de imunização da população geral. O Ministério da Saúde coloca meta para dezembro para a primeira dose. Estamos colocando como meta final de outubro, sendo bastante econômico para não criar falsas expectativas e incentivando que todos tomem a vacina. Muitos que tomaram a primeira dose não voltaram para tomar a segunda dose e isso é preocupante”, alertou.
Preto anunciou o número consolidado até o dia 1º de junho de 2,36 milhões de paranaenses que receberem a primeira dose de vacina e 1,145 que receberam a segunda dose, com 3,505 milhões de doses aplicadas e 5,257 milhões de doses recebidas pelo estado através do Plano Nacional de Imunizações (PNI). 
Beto Preto anunciou que o Estado deverá receber nos próximos dias 150 mil doses da vacina da Janssen contra a Covid-19. O imunizante de dose única, segundo o secretário, deverá ser aplicado em grupos prioritários, como caminhoneiros e motoristas do transporte coletivo. 
“Devem chegar nessa semana ainda essas doses. O Ministério da Saúde dá a data de 27 de junho para última data de sua utilização. Nossa proposta pactuada com os municípios é para aplicação nos caminhoneiros, trabalhadores do transporte rodoviário e do transporte coletivo nos municípios” disse, não destacando quais cidades deverão receber as doses. “É um grande esforço para vacinar todos. São 3 milhões de doses da Janssen que vêm para o Brasil. O Paraná sempre tem direito a 5%. Teremos em torno de 150 mil doses no Paraná”, completou.
O Ministério da Saúde divulgou no dia 4 a antecipação do recebimento de 3 milhões de doses da vacina da Janssen, parte das 38 milhões adquiridas.
Nesta segunda-feira, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, confirmou que o prazo de validade desse imunizante é 27 de junho, o que demandará uma logística acertada por parte do Ministério da Saúde para o envio aos estados, que por sua vez deverão repassar aos municípios, que terão em torno de 10 a 14 dias, para aplicação na população.