Cidades

Canziani faz esclarecimentos e garante apoio a Apucarana

| Edição de


A respeito da matéria publicada ontem (12) pela Tribuna, intitulada “Beto Preto contesta Canziani sobre destinação de verbas a Apucarana”, o deputado federal Alex Canziani (PTB) salientou que procura contribuir com entidades e instituições valorosas da cidade, como a Unespar, a Edhucca e a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).
Ao contrário do que disse o prefeito na matéria, segundo Canziani, os recursos da Unespar, por exemplo, serão liberados depois das eleições, como manda a lei. “O convênio, de mais de R$ 300 mil, foi assinado em junho e, inclusive, já foi autorizado o pagamento, mas a legislação impede que isso seja feito antes por causa do processo eleitoral”, diz o deputado. Já no caso da Edhucca, o auxílio foi em um projeto com a Copel.
Sobre o R$ 1 milhão da UTFPR de Apucarana, prometido pelo ministro Rossieli Silva quando ele esteve na cidade, Alex Canziani explica que não há risco de perder o dinheiro, como insinua o prefeito na reportagem. O deputado diz que a Universidade Tecnológica é uma unidade gestora do Ministério da Educação e, por isso, tem descentralização de recursos: “A transferência é feita eletrônica e diretamente pelo MEC, seja no dia 1º de outubro ou não”, explica.
Em relação à perda de verba para um projeto que a prefeitura pediu, o deputado rebateu: “Eu fiz o que eles solicitaram. Se depois mudaram de ideia é uma questão da prefeitura. E não existe isso de que eu estava exigindo coisas para formalizar o repasse, como ele (Beto Preto) prega. As exigências são de âmbito técnico, do ministério”, destaca o parlamentar.
Alex Canziani ressalta ainda que sempre está a favor dos apucaranenses: “Independentemente da questão política estamos sempre à disposição da cidade”. Por fim, lembrou que existem ações e realizações suas em Apucarana que dizem por si só. “Há legados que são permanentes, como o que conseguimos com a implantação do polo presencial da Universidade Aberta do Brasil (UAB); da aprovação da lei que confere à Apucarana o título de “Capital Nacional do Boné”, do R$ 1 milhão para a aquisição de equipamentos do Cisvir (recursos que também serão liberados depois das eleições); e da instalação do campus da Universidade Tecnológica Federal do Paraná”.
A UTFPR, lembra Canziani, é uma instituição que tem 1.350 alunos. “Desses, 57% mudaram-se para Apucarana para cursar a instituição, isso significa uma injeção de R$ 9,45 milhões por ano em consumo na cidade. São dados bem recentes tabulados pela Diretoria de Relações Empresariais e Comunitárias do Campus Apucarana”, informa.
O deputado observa ainda que os novos cursos de engenharia elétrica e de computação permitirão um aumento estimado de cerca de 700 alunos quando estiverem com todos os períodos letivos em atividade, o que representa mais de R$ 4,86 milhões anuais em recursos na economia local. “É uma grande honra participar da história na cidade”, destaca Alex Canziani.