Cidades

Casos de ‘morte súbita’ geram alerta

| Edição de

Na última quarta-feira, o servidor municipal José Onório Carmo, 55 anos, de Apucarana, estava trabalhando no Distrito do Pirapó – ele atuava no setor de corte e poda de árvores – quando passou mal em cima do caminhão e morreu na sequência. O caso, que se soma a outros registrados na cidade, chamou atenção para a chamada “morte súbita”, que a medicina classifica como “evento inesperado e dramático de causa não natural” que leva a pessoa a óbito até 24 horas depois de surgidos os sintomas. Na região, a cada dia pelo dois óbitos em média são registrados com essas caraterísticas.