Cidades

Chuva no início de janeiro deve ficar acima da média

| Edição de

No Paraná, historicamente, o verão é chuvoso. E neste ano a estação sofre a influência do fenômeno climático La Niña, que resfria a Temperatura da Superfície do Mar (TSM) e já está atuante desde a primavera, como detalha o meteorologista Tarcísio Valentin da Costa, do Instituto Tecnológico Simepar. 
"De uma modo geral, os primeiros dias de janeiro estão muito chuvosos em todo o Paraná, mas ao longo da estação, durante os três meses do verão, as chuvas devem ficar dentro da média no Estado", afirma Tarcísio.
O meteorologista explica que o verão paranaense costuma ser chuvoso devido a frentes frias ou quentes que se deslocam pelo sul e pelo sudeste do Brasil, desestabilizando a atmosfera. 
Outro fator que influencia habitualmente as massas de ar são os aglomerados de nuvens que atuam isolados ou alinhados em forma de pequenas linhas de instabilidade. 
"Embora esses sistemas tenham escalas espaciais menores do que as frentes, dependendo da energia disponível no ambiente atmosférico, podem causar chuvas rápidas, acompanhadas ou não de trovoadas e/ou rajadas de ventos fortes", detalha Tarcísio. 
Ainda de acordo com o Simepar, em Apucarana, por exemplo, até ontem havia chovido 95 mm e a média para o mês de janeiro é de 201mm, ou seja, a precipitação pluviométrica está dentro do parâmetro de normalidade. (LUIZ DEMÉTRIO)