Colunas

Congresso invadido

| Edição de

Representantes de sindicatos do setor de segurança pública invadiram o Congresso Nacional ontem em protesto contra a reforma da Previdência. Vidros da chapelaria, principal entrada do Congresso, foram quebrados. O protesto começou na Esplanada dos Ministérios, onde foram colocados cruzes e caixões, que foram queimados. Depois, um grupo desceu para o Congresso e invadiu o local. Eles foram contidos pela Polícia Legislativa, que usou gás de pimenta e bombas de gás lacrimogêneo. Não houve informações sobre feridos. Parte do grupo também subiu pela rampa do Congresso que dá acesso ao Salão Negro, espaço normalmente usado em eventos. Durante a invasão, cinco manifestantes foram detidos. Os representantes da categoria deixaram o local após a liberação dessas pessoas, mas continuaram no gramado em frente ao Congresso.