Política

Deputados querem antecipar debate sobre a Previdência

| Edição de

O plenário da Câmara dos Deputados já pode dar início à apreciação da reforma da Previdência já nesta segunda-feira, um dia antes da data prevista pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). É que uma sessão extraordinária foi convocada para segunda à tarde e os deputados que apoiam a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019 querem aproveitar a ocasião para tentar quebrar o prazo regimental de duas sessões que é necessário entre a aprovação da matéria na comissão especial e a inclusão na ordem do dia, o chamado interstício.
Segundo o regimento da Câmara, a dispensa de interstício "poderá ser concedida pelo Plenário por requerimento de um décimo da composição da Câmara ou mediante acordo de
Lideranças, desde que procedida a distribuição dos avulsos com antecedência mínima de quatro horas". O plano dos apoiadores da reforma é apresentar um requerimento na sessão extraordinária de amanhã. Se esse pedido for aprovado pela maioria simples da Casa (257 votos), a matéria já poderia começar a tramitar nesta segunda. (AGÊNCIAS)