Opinião

Eficiência da reciclagem depende de conscientização

| Edição de


Apucarana coleta 200 toneladas de lixo reciclável por mês. O volume não é pequeno e é reflexo de um trabalho contínuo realizado que há anos garante a coleta seletiva semanal deste tipo de material em toda cidade. Ocorre que, apesar da população ter engajamento, ainda falta informação. Segundo a Cooperativa de Catadores de Material Reciclável de Apucarana (Cocap), metade do material que chega ao barracão acaba indo para o aterro. Isso ocorre porque ou o material não é reciclável ou porque não tem mais condições de reciclagem porque está impregnado de material orgânico.
Para tentar melhorar a eficiência da reciclagem, a Cocap prepara uma campanha de orientação e distribuição de sacolas específicas para reciclagem que serão distribuídas em ação piloto em um dos bairros da cidade. A meta é ensinar a população a como separar corretamente o material.
Há tanto anos em pauta, a reciclagem ainda é um horizonte de incertezas e desinformação. Uma pesquisa feita pelo Ibope, encomendada pela Ambev, divulgada no início do mês dá contornos mais exatos dessa dificuldade. Segundo o levantamento, 98% dos brasileiros acreditam que a reciclagem é importante para o futuro e 68% diz prestar atenção nas embalagens dos produtos que consomem.
Da intenção à prática é que surgem as dificuldades. A mesma pesquisa aponta que 75% das pessoas admite não saber como separar lixo em casa e 39% não separa nem o material orgânico do inorgânico. Para se ter uma ideia, 60% dos entrevistados não relacionam garrafas pet como plástico e, portanto, não sabem que o material é reciclável. Apenas 5% dos entrevistados sabiam que as embalagens longa vida podem ser recicladas.
A população tem dificuldade de adotar os hábitos corretos de reciclagem por falta de informação.
Segundo a pesquisa 66% dos brasileiros admitiram que sabem pouco ou nada a respeito de coleta seletiva. Dizer que plástico, papel, metal e vidro são recicláveis, como se vê, não é suficiente.
A população precisa ter mais informações a respeito do processo de reciclagem, como funciona o ciclo e quem são os agentes. Um cenário que, em Apucarana, é muito mais evoluído que a média nacional. A cooperativa atua há anos na cidade em um sistema de coleta consolidado. Contudo, ainda assim, há muito a ser feito em termos de educação ambiental, a começar pela questão do que é efetivamente material reciclável. A pilha de lâmpadas fluorescentes no barracão da Cocap - um problema que se arrasta há anos - é um bom exemplo das dificuldades do sistema e de quanto é preciso avançar em conscientização.