Política

Ex-vereador morre após notícia de falso sequestro

| Edição de


Aos 77 anos de idade, morreu de mal súbito na madrugada de ontem, em sua residência, o ex-vereador de Apucarana, Disnei Leugi. Ele ocupou uma cadeira no Legislativo no mandato de 1989 a 1992. Ele era irmão do ex-vereador Dimas Leugi, que morreu em 2017, e tio do atual vereador Lucas Leugi (Rede).
Segundo familiares, Disnei Leugi, que já vinha fazendo tratamento do coração e encontrava-se bem de saúde, foi surpreendido por volta das 4 horas da madrugada com um telefonema anônimo dando conta de um sequestro relâmpago de sua filha Camila. Do outro lado, em meio a choro de crianças e de uma mulher, a pessoa exigia uma quantia em dinheiro para liberar a suposta sequestrada. Disnei passou mal de imediato, já indo a óbito.
O presidente da Câmara, Luciano Molina (Rede) emitiu nota de pesar pela sua morte e decretou luto oficial no Legislativo por três dias. De acordo com a nota, Disnei construiu uma história exemplar de muito trabalho e dedicação ao município de Apucarana. “Apaixonado pela cidade, Disnei era um homem íntegro, humano, que lutou por grandes causas, especialmente na área da educação. Foi Superintendente Municipal de Ensino Superior e Superintendente na Autarquia Municipal de Educação”, diz a nota. Disnei, inclusive, foi o criador do cursinho gratuito pré-vestibular em Apucarana. Ele deixa esposa, filha e netas. 
O prefeito Junior da Femac (PDT) também manifestou pesar pela morte de Disnei Leugi. “Trata-se de um cidadão de tradicional família apucaranense, que cumpriu mandato de vereador e também ocupou importante função administrativa na área da educação”, comentou.
Conforme lembrou o prefeito, que esteve no velório na tarde de ontem, a família também teve Dimas Leugi (in memorian) como vereador, presidente da Câmara e secretário de Administração. E agora tem a sua nova geração no Legislativo, com o jovem Lucas Leugi. “Só temos a agradecer pelo trabalho realizado pelo Disnei e sua família”, acrescentou. 
O velório está sendo realizado na Câmara Municipal e o sepultamento será hoje, às 9 horas, no Cemitério Cristo Rei. (EDISON COSTA)