Colunas

Foro priivilegiado

| Edição de

O senador Alvaro Dias (PV) usou o seu perfil social no microblog Twitter para defender o fim do foro privilegiado para agentes públicos. O tema foi proposto por ele ao Senado através da PEC 10/2013. Segundo o parlamentar, “não há como ocorrer um julgamento célere se o STF (Supremo Tribunal Federal) tem onze ministros e não pode se constituir em uma corte criminal única e exclusivamente.” Em outro post, Dias afirmou que alguns casos não chegarão ao julgamento e haverá prescrição”. “Com essa quantidade de pessoas delatadas, certamente haverá a amarga sensação de impunidade se nós não acabarmos com o foro privilegiado. Há mais de uma década o Congresso debate a reforma política e não oferece ao País modelo político compatível com as aspirações das pessoas”, disse em outra postagem. Para o senador, ou o Congresso acaba com o foro privilegiado, “ou os eleitores acabarão com o foro dos congressistas, derrotando-os nas urnas no ano que vem.”