Cidades

Galo de Ivaiporã gera onda de solidariedade

| Edição de

O galo de Ivaiporã que virou notícia nacional após ser apreendido por perturbação de sossego será leiloado  para arrecadar recursos para seu dono, o servente Elcio Antunes da Silva, 51 anos, que mora em uma casa bastante simples na Vila Santa Terezinha. A repercussão do caso já gerou uma campanha de arrecadação e vários oferecimentos de ajuda.
O galo foi apreendido na madrugada do dia 6, após um vizinho denunciar perturbação de sossego. O galo foi recolhido pelo Departamento Municipal de Meio Ambiente e foi dado um prazo para Elcio retirá-lo, o que foi feito anteontem.
Elcio contou que está com a ave há quase dois meses. Mas, o galo começou a cantar recentemente. Sem condições de ficar com o animal em casa - a legislação municipal não permite criadouro doméstico - ele vendeu a ave por R$ 200. 
No entanto,  o novo dono do animal doou o animal para que seja feito um leilão para ajudar Elcio.
Sensibilizada com a história, a bióloga Denise Kusminski criou uma campanha por meio da Vakinha Virtual – uma forma de arrecadar recursos em prol de uma causa.
O valor da causa foi estipulado em R$110 mil. Mas a quantia a ser doada fica a critério do doador.
“Fiquei sensibilizada com as condições de vida do Élcio da Silva, e propus à RedeTV! ajudar a divulgar a campanha criada pela Vakinha Virtual. Afinal, temos cama aconchegante e banho quente em casa, e acho que não custa praticar empatia porque Deus tem um propósito para todos nós”, declarou Denise Kusminski.
A campanha da Vakinha Virtual chama-se: Ajude a melhorar a casa do dono do Galo de Ivaiporã e pode ser acessada www.vakinha.com.br.