Cidades

GM araponguense atende 4,6 mil ocorrências em 2018

| Edição de

Balanço aponta 720 casos ambientais e 515 da Lei Maria da Penha
A Guarda Municipal (GM) de Arapongas apresentou nesta semana os números do atendimento realizado durante o ano de 2018. Somadas, foram 4.614 ocorrências. Dessas, 720 foram feitas pelo Grupamento de Defesa Ambiental, 515 pela Lei Maria da Penha (visitas e atendimentos), 10 atendimentos/roubo, 50 atendimentos/furto, 43 veículos presos (motos), 36 veículos presos (carros), 24 veículos recuperados, 170 para munições de armas de fogo apreendidas, 7 armas apreendidas, 58 menores apreendidos, 282 adultos presos, 918 pessoas abordadas, 42 palestras de trânsito, 41 campanhas de trânsito, 136 acidentes de trânsito atendidos e 85 atendimentos na Escolinha de Trânsito.
“Esses números fundamentam o relatório que vamos apresentar no próximo dia 13, quando será lançado o Plano Municipal de Segurança 2019. Nesse dia, apresentaremos também as estatísticas e o comparativo dos últimos anos”, afirma o secretário municipal de Segurança e Trânsito de Arapongas, Paulo Sérgio Argati. Para ele, os números mostram a participação efetiva da Guarda Municipal no contexto da segurança pública de Arapongas e o quanto ela vem colaborando de forma efetiva na manutenção da ordem pública. 
“Nos últimos anos, o município passou a ter maior destaque na discussão sobre segurança pública e prevenção da violência por tratar, justamente, da esfera governamental mais próxima dos problemas cotidianos enfrentados pelos cidadãos”, acrescenta Argati.
Para o prefeito em exercício, Jair Milani (PP), Arapongas vem dando exemplo no setor porque, além do combate diário às ações que atingem a segurança pública, também atua na área preventiva, seja apoiando ações como o Proerd, de prevenção às drogas, seja através da Escolinha de Trânsito, que vem ensinando a importância da direção defensiva para as crianças que, em alguns anos, serão os novos condutores. (DA EDITORIA DE CIDADES)