Colunas

Greve dos professores

| Edição de


Durante passagem por Arapongas, quando visitou a Movelpar na última segunda-feira, o governador Beto Richa (PSDB) não conseguiu fugir das perguntas sobre a greve dos professores estaduais, iniciada ontem. Segundo ele, o Estado implementou diversas melhorias na educação estadual, como reajuste de salário e aumento da hora-atividade, melhorias na alimentação e aumento nos investimentos. “O sindicato não quer reconhecer tudo isso. Não dá para discutir com o sindicato. Eles sempre querem mais”, disse. Richa disse que precisa ser responsável. “Não posso prejudicar 11,5 milhões de paranaenses por conta de uma classe que prefere fazer uma política partidária. Preciso lembrar que o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu que o gestor tem o dever de descontar o dia não trabalhado dos servidores, a não ser em situação de urgência”, disse.