Cidades

Guarda Municipal amplia atuação armada em Arapongas

| Edição de


rinta e três guardas municipais de Arapongas iniciaram ontem curso de armamento e tiro. A capacitação visa permitir porte de arma para a totalidade da tropa. Atualmente, a Guarda Municipal (GM) tem 83 agentes e mais da metade tem autorização legal para atuar com armas letais. 
“É com grande satisfação que parte dos nossos agentes irão passar por esse treinamento, que consiste tanto na parte teórica, como na parte prática. Com isso, qualificamos cada vez mais nossos guardas, a fim de que levem mais segurança à comunidade, além de atuarem com boas condições”, afirma o secretário de Segurança, César Vinícius Kogut. A GM iniciou atuação armada em 2012. Atualmente 47 guardas podem atuar armados.
O curso terá uma carga horária de 220 horas, onde o treinamento teórico abordará assuntos pertinentes a legislação em vigência, regras de segurança, abordagem, nomenclatura de peças de armas de fogo, cuidados nos deslocamos (rondas) e fundamentos básico de tiro. O treinamento, que envolve uso de pistola, revólver e espingarda calibre 12, está em conformidade a Lei Federal 10.826/2003, e é uma exigência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).
Para o prefeito Sergio Onofre (PSC), todo investimento na GM resulta em uma cidade cada vez mais segura. “ Temos atualmente uma Guarda Municipal referência em todo o Estado. Onde tal desempenho fica nítido diante dos dados relacionados à segurança. Queremos cada vez mais investir na nossa GM, com novas viaturas, cursos de capacitação, além da construção de uma sede própria, dando sempre o verdadeiro valor para esses profissionais de extrema importância para a cidade.”, afirmou.
Participaram também do evento, o diretor de segurança, Paulo Argati, a superintendente da GM, Michele Oliveira, presidente do Conselho Comunitário de Segurança, Luiz Yokomizo,  e o capitão Devanir Fonseca, comandante da 7ª Cia de Polícia Militar (CIPM). (DA REDAÇÃO)