Opinião

Indústria da fake news preocupa nestas eleições

| Edição de

Apesar da mobilização de empresas tradicionais do ramo jornalístico e dos alertas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o primeiro turno da campanha presidencial deste ano foi marcado pelas fake news, que são as notícias falsas disseminadas pela internet. Os maiores propagadores dessas mentiras envolvendo os candidatos à presidência são usuários do WhatsApp e do Facebook.