Cidades

Infectologista alerta para prevenção de viroses

| Edição de


As viroses podem acabar com as férias e descanso de qualquer um. No verão a mais comum é a infecção intestinal, que pode ser evitada com algumas precauções simples.
“A infecção intestinal acontece pela entrada de vírus no organismo através do consumo de água ou alimentos contaminados, lugares com grande fluxo de pessoas, como praias e piscinas, também podem trazer riscos se a água estiver contaminada por dejetos fecais”, explica o médico infectologista do Hospital da Providência,  José Ruy Conde Alves.
De acordo com o infectologista, os sintomas mais frequentes são vômitos, diarreia, dores abdominais fortes e febre de grande intensidade. “É de extrema importância que se procure atendimento médico, a gravidade desse quadro pode resultar em óbito, pois a desidratação pode ocasionar na falência múltipla dos órgãos”, diz.
Para a enfermeira do serviço de controle de infecção do Hospital da Providência, Samanta Campaner, uma das formas de evitar a contaminação é a lavagem das mãos. “Higienizar as mãos com frequência e da forma correta, como sabão ou álcool 70% antes e após ir ao banheiro e antes de tocar em alimentos para o consumo evita que esses vírus acabem entrando no organismo”, afirma.
Em viagens, deve-se redobrar a atenção aos alimentos transportados e ao se alimentar fora de casa, verificar se alimento foi preparado em ambiente higienizado. “Quando não se sabe a origem da água deve-se fervê-la antes de consumi-la.Também mantenha os alimentos em temperatura agradável para que não tenha a proliferação de toxinas nocivas à saúde, prefira alimentos que no seu preparo, passaram por aquecimento, preste atenção se o alimento está bem cozido e sempre lave frutas e verduras”, explica José Ruy.
Dentre as precauções contra a virose, a vacinação dos pequenos também dever ser seguida. “As crianças devem receber a vacina do Rotavírus, mas mesmo com a vacina, as dicas para evitar as viroses devem ser seguidas”, finaliza o médico.