Política

Lula se arrepende de considerar manifestações democráticas

| Edição de

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou em discurso na sexta-feira à noite que foi precipitado considerar como democráticas as manifestações que tomaram o País em junho de 2013.
Condenado em primeira instância a 9 anos e 6 meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro, o petista atacou o magistrado, procuradores da Operação Lava Jato e a imprensa. Disse que vai se candidatar em 2018 e que, caso eleito, fará “a regulação da mídia”.