Política

Partidos demais

| Edição de

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou ontem que há excesso de partidos no Brasil – atualmente, são 32. O ministro reagiu ao anúncio feito pelo presidente Jair Bolsonaro que vai criar uma nova legenda, a Aliança pelo Brasil, para a disputa eleitoral. Sobre esta possibilidade, Marco Aurélio Mello afirmou. “Resta saber se vai haver aprovação pelo TSE. Eu, quando estive na atuação no TSE, na aprovação dos últimos partidos eu votei pela desaprovação. Eu creio que o Brasil já tem partidos em demasia”, afirmou o ministro antes da sessão da Primeira Turma do Supremo, da qual é integrante. O ministro também comentou sobre a disputa entre Bolsonaro e cúpula do PSL. Segundo Marco Aurélio, o TSE, como representante do Estado, não poderia interferir na direção de um partido, mas há possibilidade de suspender repasse de verba.