Cidades

Prefeitura pede a retirada dos fios soltos na rede de energia

| Edição de

A Prefeitura de Apucarana está pedindo providências à Copel para retirada de fios não utilizados nos postes. O problema, que se repete em vários pontos da cidade, foi apontado em ofício encaminhado à empresa de energia. A prefeitura argumenta que os postes, além da fiação elétrica, servem de sustentação para cabos de internet e telecomunicações. Muitos deles estão soltos ou em altura abaixo da regulamentada, situação que oferece diversos riscos.
Segundo o prefeito Junior da Femac, uma equipe da Prefeitura fez uma inspeção e várias inconformidades foram verificadas. “Foi feito um registro fotográfico das situações, que foram anexadas ao ofício. Em alguns casos, há evidente invasão das calçadas e ruas, consolidando-se em ameaça aos pedestres, motoristas e principalmente aos motociclistas e ciclistas”, frisa Junior da Femac. 
O prefeito lembra que alguns acidentes envolvendo motociclistas já foram registrados por causa dos fios soltos, reforçando ainda que a fiação de energia está fixada no mesmo poste com cabos não eletrificados. “Isso agrava ainda mais o problema, pois existe a possibilidade de choque elétrico. Desta forma, solicitamos a Copel que identifique na sua rede os problemas relatados e que realize a imediata correção no menor tempo possível”, reitera Junior da Femac. 
Em 2019, o Município sancionou uma lei que dispõe sobre o alinhamento e a retirada dos fios em desuso. A legislação estabelece que a Copel é obrigada a notificar as empresas de internet e de telecomunicações para que solucionem os problemas verificados. 
A legislação estabelece ainda que as empresas devem usar os pontos de fixação de forma ordenada, sendo que as fiações devem ser identificadas e instaladas separadamente com o nome da empresa ocupante. Nas ruas arborizadas, os fios deverão estar estendidos em uma distância adequada e corretamente isolados. 
OUTRO LADO
Através da assessorial de imprensa, a Copel afirmou que vai responder o ofício nos próximos dias. Segundo a empresa, o compartilhamento de postes da Copel segue regulamentação das agências reguladoras ANEEL e ANATEL, com apresentação de projeto e celebração de contrato atribuindo responsabilidades aos ocupantes. “Cabe às empresas que utilizam os postes da Copel manter em condições de segurança suas redes e dentro da regulamentação”, diz a nota. A empresa também afirma manter mantém manutenções preventivas periódicas na rede elétrica. “Nos demais cabos, a Copel atua de forma complementar à medida em que realiza inspeções nas redes de distribuição ou mediante denúncias e todos os casos em que chegam ao conhecimento da empresa, seja por reclamação de consumidores, inspeção ou outros meios, os ocupantes são notificados para regularização”.