Colunas

Proposta de transparência

| Edição de

O secretário chefe de Gabinete da Prefeitura de Apucarana, Laércio de Morais, fez questão de deixar bastante claro, ontem, que ninguém da gestão do prefeito Beto Preto (PSD) é contra a transparência pública em todos os procedimentos realizados, inclusive nas licitações. Porém, ele disse estranhar que o Observatório Social de Apucarana (OSA) tenha feito a proposta de transmissão ao vivo das sessões de licitação da Prefeitura de Apucarana por meio de um vereador de oposição, no caso Rodolfo Mota (PSD). “Seria muito mais fácil procurar o prefeito ou os secretários da Fazenda e da Gestão Pública, considerando que sempre estivemos receptivos às reivindicações ou sugestões da Acia, do Sivana, do Sivale e do próprio OSA”, avaliou Morais, questionando ainda se “o Observatório Social seria um órgão fiscalizador ou político”.