Cidades

Quatro meses sem trabalho

| Edição de

Dione Aquino é um dos empreendedores que poderá ser beneficiado. Dono de uma empresa de decoração de eventos há 11 anos em Apucarana, ele chegou a ficar 4 meses sem poder trabalhar e viu seu faturamento chegar a zero durante a pandemia. “Durante este tempo precisei criar um plano B para não ficar sem renda, realizando assinaturas mensais de entregas de flores e criação de jardins verticais. Essas medidas vão trazer um fôlego, principalmente a questão da carência dos impostos, eu pretendo me cadastrar e utilizar este auxílio para manter a estrutura e os funcionários da empresa”, relatou.