Política

Quero justiça, diz jovem assediada no centro de Apucarana

| Edição de

A jovem de 19 anos que estava trabalhando no centro de Apucarana e foi vítima de importunação sexual, disse que desde segunda-feira (22), quando o crime aconteceu, não consegue dormir direito, que ainda se sente mal pela situação que viveu. O homem que passou a mão no corpo dela foi preso no mesmo dia do assédio, chegou a deixar a cadeia no final da tarde de terça-feira e foi preso novamente ontem.