Cidades

Região atinge apenas 32,8% do grupo prioritário na imunização da gripe

| Edição de

Quase dois meses após o começo da campanha de vacinação contra a influenza, apenas 32,8% do grupo prioritário foi imunizado nos municípios pertencentes a 16ª Regional de Saúde. Dados do vacinômetro do Ministério da Saúde apontam que 52.151 pessoas foram imunizadas até ontem em toda a regional que possui 159.028 pessoas elencadas no público alvo. O índice percentual é quase o mesmo do Estado que registrou cobertura vacinal de 33,4%. A campanha de vacinação teve início no dia 12 de abril e a terceira e última etapa começa hoje.
Nos dois maiores municípios da região a procura pela imunização está lenta. Em Apucarana, 23,5% da população alvo formada por 50.582 pessoas, foi vacinada. O percentual corresponde a 11.894 doses aplicadas. Em Arapongas, a cobertura vacinal indica 27% de abrangência, com 17.717 doses aplicadas das 47.054 pessoas elencadas no grupo alvo. Na região os municípios que já imunizaram metade do público alvo são Bom Sucesso (50,7%), Borrazópolis (54%), Cambira (50,7%), Novo Itacolomi (55,8%) e Sabáudia (56,9%).
A meta preconizada pelo Ministério da Saúde é de alcançar 90%, o que diminui drasticamente as chances de ocorrências mais graves. “Precisamos reforçar a importância da vacinação contra a gripe, mesmo durante a pandemia. Sabemos que neste momento as pessoas estão concentradas na vacinação contra o coronavírus, mas não podemos deixar de imunizar a população contra um vírus que já possui vacina há muitos anos”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.
O Ministério da Saúde já enviou ao Estado 2.968.400 vacinas contra a Influenza. Todos os oito lotes foram distribuídos aos municípios. Nesse comparativo, apenas 50% do que chegou nas prefeituras, responsáveis pelo processo de imunização, alcançou os paranaenses.
 TERCEIRA ETAPA
A terceira e última etapa, que iniciará nesta quarta-feira (9), seguirá os seguintes grupos: comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transporte coletivo, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas. A meta é vacinar 1.247.338 pessoas.
Os paranaenses que fazem parte dos grupos já atendidos e ainda não foram vacinados devem procurar um posto de saúde próximo de sua residência para receber o imunizante. Segundo a Sesa, o grupo prioritário com menor procura pela vacinação até o momento é o de professores da rede pública e privada, com 56,2 mil doses aplicadas, correspondendo a 33,5% de cobertura. Ele é seguido pelos idosos, com 722,5 mil doses (40,6%), e trabalhadores da saúde, com 122,7 mil doses (45%).