Política

Rodrigo Maia antecipa auxílio-mudança para os parlamentares

| Edição de


Benefício corresponde a R$ 33,7 mil como ajuda de custo para cada um
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), antecipou em mais de um mês o pagamento do auxílio-mudança de deputados, que corresponde a um salário parlamentar - R$ 33,7 mil. O impacto nas contas da casa é de R$ 17 milhões.
O benefício tradicionalmente é pago no último dia da legislatura, em 31 de janeiro, mas neste ano foi depositado em 28 de dezembro. Dos 513 deputados, 505 receberam o valor, e quatro deles abriram mão: Mara Gabrilli (PSDB-SP) e Major Olímpio (PSL-SP), eleitos senadores, Bohn Gass (PT-RS) e Heitor Schuch (PSB-RS).
A Câmara dos Deputados afirmou, por meio de nota, que os valores foram antecipados pois havia disponibilidade financeira -a Casa teria economizado ao longo de 2018. A Casa disse ainda que em 2019 haverá mais pressão orçamentária, como pagamento de direitos trabalhistas de secretários exonerados, o aumento salarial de servidores que ganham teto constitucional -acarretado pelo reajuste de ministros do STF e da ajuda de custo de novos parlamentares.
“Diante desse cenário, a antecipação do pagamento da ajuda de custo devida aos deputados ao fim do mandato visou à boa gestão orçamentária e financeira, de modo a garantir uma margem de segurança para o cumprimento da emenda constitucional do teto de gastos”, finaliza a nota. 
(AGÊNCIAS)