Cidades

Superando o medo de dirigir

| Edição de

Para muitos uma tarefa simples, quase automática, o ato de dirigir pode se tornar um pesadelo.  A dona de casa Ariane Pitoni, 30 anos, chega a passar mal e suar frio quando o assunto é ir para o volante. Devido à falta de prática, mesmo tendo carteira de habilitação, o medo por dirigir foi se tornando constante na vida da apucaranense. “Tirei a carteira e no começo até pegava o carro do meu pai e do meu marido. O problema é que, com a falta de prática, comecei a ficar com muito medo e parei de dirigir”, conta.