Cidades

UM NOVO CIRCUITO DE FÉ

| Edição de

A partir deste ano, Apucarana vai fazer parte do Caminho do Desafio das Catedrais. Trata-se de uma rota de peregrinação com 305 quilômetros, ligando as catedrais de Londrina, Apucarana e Maringá. A maior parte do trecho segue por estradas da zona rural e o circuito pode ser percorrido a pé em 12 dias ou de bicicleta em quatro dias.
O prefeito Junior da Femac destaca que esta é mais uma rota que passará por Apucarana, fomentando o turismo. “Recentemente, o governo do Estado confirmou que Apucarana terá uma rota do Programa Pedala Paraná. O município está trabalhando para consolidar outras rotas, como a Serra de Apucarana e o Caminho do Desafio das Catedrais vem a se somar com as ações que estão sendo desenvolvidas”, frisa o prefeito.
O Caminho do Desafio das Catedrais foi idealizado pelo londrinense Arnaldo Coelho do Amaral Filho. “Fiz o caminho de Santiago de Compostela em 2013 e surgiu a ideia de criar em nossa região um caminho que pudesse ser peregrinado, ligando as catedrais que nos países cristãos são consideradas o marco zero das cidades”, conta Arnaldo, acrescentando que a iniciativa tem o apoio do Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR-Paraná), Ecobooking e Anda Brasil.
Arnaldo explica que desta iniciativa surgiu o Caminho das Catedrais, realizado desde 2014 entre Londrina e Maringá, com a distância de 130 quilômetros. “Neste ano surgiu a ideia de incluir Apucarana, devido às suas características topográficas, aos atrativos naturais, ao roteiro da Serra de Apucarana que já vem sendo trabalhado, à catedral que possui uma bela característica arquitetônica e que está situada numa praça ampla, além da existência de diversas capelas no município”, pontua o idealizador do caminho. 
O grupo de peregrinos, de no mínimo 10 e no máximo 20 pessoas, visitará no seu roteiro as catedrais Sagrado Coração de Jesus, de Londrina, Nossa Senhora de Lourdes, de Apucarana, e a Basílica Nossa Senhor da Glória, de Maringá. Em Apucarana, os peregrinos vão percorrer uma distância de cerca de 39 km dentro do Município, passando pela capela do Xaxim, Parque da Raposa e Catedral Nossa Senhora de Lourdes. “O pernoite será no Patrimônio do Barreiro. A maior parte deste percurso, que está sendo sinalizado com a instalação de 25 placas indicativas, será feito por estradas rurais”, observa Mario Felipe, coordenador municipal de turismo religioso.