Opinião

Uma agenda para o País

| Edição de

Os pregoeiros da discórdia trabalham com insistência a sua agenda de desunião do País, jogando uns contra os outros: filhos contra pais, mulheres contra homens, negros contra brancos: trabalhadores contra empresários, homossexuais contra heterossexuais, e assim por diante. Mas não ficam aí: apregoam a liberação do sexo pelo sexo, sem nenhum motivo elevado a embasá-lo; bem como a liberação das drogas. Trabalham para desarranjar tudo que esteja funcionando. Pela produção do caos, projetam a sua chegada ao poder. Assim se comportam diante da Reforma da Previdência. Da minha parte, almejo, sinceramente, outro destino para a nossa gente.
Vejam bem: se o País tivesse condições de patrocinar uma aposentadoria aos 40 anos de idade, com piso de 5 mil reais; 15 anos de contribuição, como é hoje; vida de Matusalém e serviços públicos aos aposentados idênticos aos da Alemanha, do Reino Unido, Suécia, Noruega, como tem gente por aí propugnando, tudo bem! Qual é o cristão que seria contra isso? Bolsa Família de mil reais, salário família de 100 reais... Mas a realidade nos obriga a percorrer uma estrada mais longa...