Skinbooster: uma injeção de ânimo para a pele

| Edição de
Skinbooster: uma injeção de ânimo para a pele

A aparência jovem da pele depende diretamente da sua hidratação e, por isso, a técnica conhecida como Skinbooster tem tido bastante reconhecimento como rejuvenescedora, contribuindo para amenizar rugas e aquelas linhas finas que marcam a expressão. O método consiste em injetar uma combinação de ácido hialurônico de baixa concentração com outras substâncias em diversos pontos da pele. O objetivo não é criar volume e sim oferecer hidratação imediata, uniforme e profunda.

Apesar de relativamente novo no mercado dermatológico, esse tratamento já é reconhecido por sua eficácia e por não oferecer riscos. Isso porque o ácido hialurônico é um componente natural do organismo que preenche os espaços entre as células. O grande diferencial é a sua capacidade de puxar água, o que faz com que a pele fique mais lisa, além de estimular a produção de novas fibras de colágeno.


COMO FUNCIONA 
O Skinbooster é aplicado através de injeções na derme, camada intermediária da pele, e não na camada mais superficial, na qual são aplicados os cremes. A substância puxa e mantém as moléculas de água ao seu redor e, com isso, consegue formar um reservatório hídrico de longa duração, promovendo o aumento da espessura, da maciez e do viço da pele.

O tratamento atua na reestruturação da derme, onde se localizam as fibras elásticas e colágenas, melhorando a qualidade da pele através de sua ação de hidratação profunda. O método ajuda a promover maior suavidade, elasticidade e firmeza, conferindo, portanto, uma melhora geral da sua aparência.

As aplicações podem ser feitas no rosto, pescoço, colo e até mesmo no dorso das mãos. No caso das mãos, especificamente, a injeção de ácido hialurônico pode atenuar bastante o aspecto envelhecido e emagrecido. A partir dos 40 anos, essa aplicação passa a ter também o caráter de preenchimento secundário. Já para as mãos de pessoas mais jovens, funciona como um hidratante para deixar a pele com mais definição e volume.
 

RESULTADOS 
O efeito ocorre de forma gradual. O número exato de sessões pode variar dependendo do tipo de pele, dos produtos foram utilizados e das áreas tratadas. Para o tratamento inicial, são indicadas três sessões, que devem ser realizadas a cada quatro semanas. Como manutenção, recomenda-se uma aplicação a cada quatro ou seis meses.
Seguro, eficaz e minimamente invasivo, o Skinbooster não tem contraindicações e pode ser combinado com outros procedimentos, como preenchimento, peeling e laser.
 

*Nathalia Augusta Grigoli Zardo (CRM-PR: 24.350|RQE: 2.351)

*Fabrício Devides Alves (CRM-PR:24.417|RQE: 18.238)