Um mundo fitness só para elas

| Edição de
Um mundo fitness só para elas

A ideia de uma academia só para mulheres ressoava estranho no final da década de 1990, mas a educadora física Klyvea Rosini, de Apucarana, resolveu apostar e seguir sua intuição empreendedora. Ela percebeu que faltava espaço para o público feminino nas academias tradicionais da época, que investiam pesado na musculação e seus frequentadores - a maioria homens - eram conhecidos como “marombeiros”. “As mulheres não buscavam isso e, muitas vezes, nem se sentiam à vontade”, comenta.

Além de perceber essa carência, Klyvea precisou arriscar. Era 31 de janeiro de 1997 quando decidiu começar com aulas de ginásticas - sucesso na época entre as mulheres -  num espaço de apenas 100 m². “Comecei com uma esteira, uma bicicleta, colchonetes e caneleiras. E depois, com um ou dois aparelhos de musculação”, relembra. 

“Nessa época, eu era recepcionista, professora, faxineira e administradora. Porém, com o passar do tempo e adesão das mulheres, precisei contratar uma recepcionista e, logo depois, uma professora. O crescimento veio rápido, porque as alunas ficavam entusiasmadas em ter um local só para elas. Elas passaram a se sentir à vontade”, comenta.

Pioneira na modalidade feminina em Apucarana, Klyvea observa que, na época, ao participar de eventos fitness e falar da sua escolha, os colegas de profissão achavam estranho, afinal estava abrindo mão do público masculino. “Hoje em dia, podemos perceber que o mundo fitness se transformou completamente. Não só a musculação se consagrou nas academias também femininas como chegaram novas modalidades, entre elas, funcional, crossfit, ciclismo indoor e pilates”, cita. 

“A própria Mega Fitness se transformou nesses 22 anos. Das aulas iniciais de ginástica e step, hoje trabalhamos com mais de 15 modalidades, várias delas de franquias internacionais como da LesMills, que é da Nova Zelândia, e da Radical Fitness, da Argentina. Só consigo sentir muita gratidão a Deus e as alunas que confiaram no meu trabalho”, ressalta. Para atender a diversificação de modalidades, o espaço precisou ser ampliado, assim como a equipe de profissionais, que conta com 10 professoras e 3 fisioterapeutas, além de recepcionistas e faxineiras. 

Atualmente, a Mega Fitness tem 1200 m², diversas salas climatizadas, amplo espaço de musculação, vestiário, sauna e estacionamento exclusivo. “Além da estrutura adequada, faço questão da atualização constante. A cada três meses, toda a equipe passa por capacitação”, reforça. 

Gostou? Leia mais na edição impressa publicada no dia 20 de janeiro na Revista Uau!

As fotos são de Delair Garcia