Cidades

Alta dos alimentos ‘puxa’ inflação e tendência deve se manter no ano

| Edição de

O setor alimentício foi o principal ‘vilão’ das finanças dos brasileiros em 2020. Divulgado ontem, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do país, fechou em 4,5% no ano passado. O valor foi puxado principalmente pelos alimentos, que encareceram 14,9% no período, com ênfase para o arroz e para o óleo de soja. Segundo especialistas, tendência deve se manter em 2021.