Cidades

Devotos de Nossa Senhora Aparecida contam como se tornaram romeiros

| Edição de


Símbolo de fé, Nossa Senhora Aparecida é companheira diária que protege e guia os passos de milhares de devotos. Para a vendedora apucaranense Grasiele Donizete, 33 anos, o dia 12 de outubro significa principalmente gratidão. Desde que o filho Sérgio Otávio de Oliveira, 7, nasceu ela se tornou devota devido a uma graça recebida e visita todos os anos o santuário localizado no interior de São Paulo, onde esteve no mês passado.  
A apucaranense conta que o garoto nasceu com citomegalovírus, doença congênita cujos sintomas apareceram 10 dias depois do nascimento. “Ele ficou internado 2 meses na UTI e ficamos desesperados, sem chão. Na sala de espera do hospital, alguém deixou um panfleto da novena de Nossa Senhora. Eu peguei aquele papel e todos os dias descia na capela para fazer a novena, sempre pedindo a intercessão Dela”.