Colunas

Richa e os tucanos

| Edição de

 O governador Beto Richa ( PSDB) defendeu ontem que o PSDB declare sua “independência” em relação ao governo do presidente Temer (PMDB). E previu que a maioria dos deputados tucanos da CCJ da Câmara vai votar pela admissibilidade da denúncia da Procuradoria-Geral da República, que acusa Temer de corrupção passiva com base na delação da JBS. Richa participou, anteontem à noite, de reunião de lideranças nacionais da legenda em São Paulo para discutir o assunto. “O que eu defendi na reunião foi a independência do partido. Isso é algo que já ocorre na prática”, afirmou Richa à rádio CBN. “É só ver o que está acontecendo na CCJ. Muitos partidos promoveram a troca dos seus deputados que não estavam comungando da direção dos partidos em favor ou em defesa do presidente. E o PSDB não. Os deputados estão com total independência para votar de acordo com a sua consciência. E a maioria é a favor da admissibilidade desse processo”.